terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Ás de espadas




Ás de espadas: a raiz do pensamento, Logos, verbo, exatidão. A mente afiada, analítica, que corta o que quer compreender em pedacinhos. Segmentar para conhecer.
Se conselho fosse bom, eu daria este: atenção à palavra, que ela comunica mas rasga.

Pra não deixá-los na mão, recomendo o texto da Zoe, sobre o ás de espadas. Peço desculpas aos leitores, mas é lua quase cheia e estou fechada para balanço. Escrever requer pensamento, Logos, verbo, exatidão, mas a mente analítica de cá está precisando de mutismo para sentir bem esses espaços desorganizados de começo de ano, e poder preenchê-los com coisas reais. Que a palavra e o pensamento, mesmo estruturados, às vezes podem esconder um palavrório inútil que não aponta para essência alguma.

Por aqui o silêncio agora é de ouro.